Memórias não contadas
20 de Abril (21:00 hrs)

- Eu estava lá, apoiando meus cotovelos no para-peito da varanda dela, eu usava um jeans básico com uma camisa, talvez eu estivesse usando um agasalho… Estava frio, eu estava apaixonado por ela, ou cego por ela, alguns diziam que era algum tipo de ‘feitiço’ dela. Eu tentava ficar na varanda, pensativo e solitário, pose de pistoleiro solitário, e ela estava dentro do apartamento, jogando Nintendo Wii com a amiga. 


Eu não lembro o nome do jogo, é aquele que você fica dançando em cima de um tapete. Enfim, eu queria ela ali do meu lado e ela tentava dar atenção a amiga e a mim, ela vestindo seu pijama, cabelo ondulado e óculos, a nerd mais bonita daquela cidade, o sorriso dela e seus olhos contagiavam a qualquer um, bom, eu era o qualquer um.


Eu tentava fazer com que ela viesse conversar comigo, ela sabia que eu a amava… Ou sabia que eu estava interessado nela. Amar é um palavra forte, não?

[…]

Ah sim, e tinha um fator que contava contra eu, eu já tinha uma namorada.